Agora aqui ninguém precisa de si
 
Agora aqui ninguém precisa de si - Companhia das Letras, 2015.
 
 
 
  40 escritos
 
40 escritos - Iluminuras, 2014.
 
 
 
  Outros 40
 
Outros 40 - Iluminuras, 2014.
 
 
 
  INSTANTO
 
INSTANTO - Kriller71 Ediciones, 2013.
 
 
 
  Las Cosas
 
Las Cosas - Yaugurú, 2013.
 
 
 
  Saiba – todo mundo foi neném / A nossa casa é onde a gente está
 
Saiba – todo mundo foi neném / A nossa casa é onde a gente está - DBA Editora, 2013.
 
 
 
  Cultura
 
Cultura - , 2012.
 
 
 
  Animais
 
Animais - Editora 34, 2011.
O que as palavras e os bichos têm em comum?
 
 
 
  n.d.a.
 
n.d.a. - Iluminuras, 2010.
Além de poemas inéditos, esta edição da Iluminuras traz uma seção de cartões postais concretistas e outra, a "Nada de DNA", que foi publicada em 2006 como parte da antologia Como é que chama o nome disso, da Publifolha.
 
 
 
  Melhores Poemas
 
Melhores Poemas - Global Editora, 2010.
Antologia reúne os melhores poemas de Arnaldo Antunes, em mais de 20 anos de carreira como escritor.

Seleção e organização de Noemi Jaffe, Global Editora.
 
 
 
  Como é que chama o nome disso
 
Como é que chama o nome disso - Publifolha, 2006.
Capa e projeto gráfico de Arnaldo Antunes. Imagem da capa: Instalação de Arnaldo Antunes na exposição Arte/Cidade - Cidade sem janelas, 1994.
Edição de Arthur Nestrovski
 
 
 
  Frases do Tomé aos três anos
 
Frases do Tomé aos três anos - Alegoria, 2006.
Arnaldo Antunes selecionou, transcreveu, ilustrou e diagramou frases ditas por seu filho Tomé aos três anos de idade.
 
 
 
  Antologia
 
Antologia - Vila Nova de Famalicão, Portugal: Quasi, 2006.
Organizada por Arnaldo Antunes, exclusivamente para edição portuguesa, faz uma panorâmica de seus livros editados no Brasil e inclui vários trabalhos inéditos e até letras de canções. 264 páginas
 
 
 
  ET Eu Tu
 
ET Eu Tu - Cosac & Naify, 2003.
Poemas de Arnaldo Antunes e fotos de Marcia Xavier.
 
 
 
  Palavra desordem
 
Palavra desordem - Iluminuras, 2002.
Projeto gráfico e capa, Arnaldo Antunes.
 
 
 
  Outro
 
Outro - Mirabilia, 2001.
Reúne trabalhos visuais da artista Maria Angela Biscaia sobre um poema conjunto de Arnaldo Antunes e Josely Vianna Baptista.
 
 
 
  40 escritos
 
40 escritos - Iluminuras, 2000.
Livro organizado por João Bandeira, que reúne artigos, ensaios, prefácios, releases e textos publicados em diversos meios (jornais, revistas, catálogos etc.) desde 1980.
 
 
 
  Doble duplo
 
Doble duplo - Zona de Obras / Tan, 2000.
Antologia de poemas, lançada na Espanha, organizada por Iván Larraguibel, com prefácios de David Byrne e Arto Lindsay.
 
 
 
  2 ou + corpos no mesmo espaço
 
2 ou + corpos no mesmo espaço - Perspectiva, 1997.
Livro de poemas, acompanhado de um CD com sonorização de alguns poemas em vários canais de vozes simultâneas, gravado especialmente por Arnaldo e produzido por Alê Siqueira.
 
 
 
  Nome
 
Nome - BMG, 1993.
Parte integrante de projeto composto de vídeo, livro e CD: BMG, 1993. Capa e projeto gráfico de Arnaldo Antunes, Zaba Moreau, Celia Catunda e Kiko Mistorigo.
 
 
 
  As coisas
 
As coisas - Iluminuras, 1992.
Projeto gráfico e capa de Arnaldo Antunes e Zaba Moreau. Ilustrado por sua filha Rosa, então com 3 anos.
 
 
 
  Tudos
 
Tudos - Iluminuras, 1991.
Projeto gráfico e capa de Arnaldo Antunes e Zaba Moreau.
 
 
 
  Psia
 
Psia - Iluminuras, 1991.
 
 
 
  OU E
 
OU E - Edição do artista, 1983.
Editado artesanalmente por Arnaldo Antunes.
 
 
 
[ capa discos DVD livros textos artes biografia foto agenda novidades extras links contato para show ]
 Made by Refazenda | créditos | english