x

Entrevista a Ethel de Paula

Arnaldo Antunes - O Povo / Fortaleza - 25/10/2000

Tinha muita dúvida se publicava 40 Escritos porque pensava assim: ‘Será que a grandeza desses textos não está justamente no fato de serem efêmeros e desaparecerem com o meio onde eles aconteceram? Ao mesmo tempo, sempre tinha um pouco esse desejo porque esses textos são mais ou menos um híbrido entre o olhar crítico e o olhar criativo, o reflexivo e o criativo. Então para mim é como se fosse um livro de poemas mesmo. Tenho um prazer ao criar esses textos muito próximo do prazer que tenho ao fazer poemas ou canções ou qualquer criação gráfica. Acho que esse corpo foi tomando consistência no decorrer do tempo e isso me levou a reunir isso tudo.